Romney critica equipe de Obama por ‘ataques falsos’

Segundo o jornal "Boston Globe", Romney, que dirigiu por 15 anos o Bain Capital, teria mentido sobre a data em que abandonou o mesmo

Washington – O candidato republicano à presidência americana, Mitt Romney, defendeu nesta sexta-feira seu mandato no fundo de investimentos Bain Capital, contestando as notícias de que mentiu sobre quando deixou o cargo, e exigindo um pedido de desculpas da equipe de campanha do presidente Barack Obama.

Segundo o jornal “Boston Globe”, Romney, que dirigiu por 15 anos o Bain Capital, teria mentido sobre a data em que abandonou o mesmo.

“Eu fui o dono do Bain Capital, mas não tive nenhum papel no gerenciamento do fundo depois de 1999. Deixei o Bain Capital em fevereiro de 1999”, afirmou Romney à rede de TV CNN, após a divulgação de notícias de que ele teria continuado no controle do fundo até 2002.

Ao canal CBS News, Romney sugeriu que Obama deveria “pedir desculpas pelo que tem feito”. Ao ABC News, pediu que o presidente “tome as rédeas” de sua equipe de campanha. “Ele deve se desculpar pelos ataques que estão partindo de sua equipe.”

Na entrevista à CNN, Romney afirmou que as acusações são “falsas, simuladas”, e pediu que o presidente assuma a responsabilidade e interrompa os ataques “repulsivos, aviltantes” de sua equipe.

“Ele está fazendo tudo o que está ao seu alcance para tentar desviar a atenção do fato de que suas políticas desapontaram o povo americano”, criticou Romney. “O que o presidente está fazendo é terrivelmente destrutivo para o processo político, e aquém do que o povo americano esperava de alguém que disse que ficaria acima da política partidária, traria uma nova era de mudanças para Washington.”