Resgate de gato atrasa voo da Air Canadá em 4 horas

Animal fugiu durante o embarque e foi parar na cabine de comando

São Paulo – Um gato que era transportado pela Air Canadá se perdeu e fez o voo atrasar em quatro horas. O animal era transportado no voo AC603, que fazia o trajeto de Halifax para Toronto ontem. As informações são do Business Insider.

Diferentemente do cachorro que foi perdido – e depois encontrado – em um voo da Gol, no Brasil, no Canadá, o gato chamado Ripples perdeu-se dentro do avião, e resolveu, inclusive, visitar a cabine de comando.

A Air Canadá autoriza os passageiros a levarem animais de até 20 pounds dentro do avião caso eles estejam dentro de um compartimento adequado para transporte. No caso desse gato, o compartimento não foi devidamente fechado após uma inspeção de segurança – e o animal escapou durante o embarque.

Depois, o gato correu para a cabine de comando, passou pelo piloto e se instalou em um painel na parte elétrica da aeronave. A equipe de manutenção foi acionada, para remover o painel e recuperar o gato – sem danificar o avião. Durante a busca, a energia elétrica da aeronave foi desligada e os passageiros foram removidos.

O procedimento atrasou a decolagem em quatro horas.  Em sua conta no Twitter, a companhia aérea comentou o ocorrido “quem diria que um gato teria poder suficiente para atrasar um voo?”. Recentemente, o transporte de animais dentro dos aviões vem sendo questionado no Canadá.