Republicano Lindsey Graham deve concorrer à Casa Branca

Graham, de 59 anos, afirmou durante uma entrevista à emissora "CBS News" que se pronunciará sobre sua possível candidatura em 1° de junho

Washington – O senador republicano Lindsey Graham disse nesta segunda-feira que em 1° de junho fará um anúncio sobre sua intenção de concorrer pela presidência dos Estados Unidos para endireitar a política externa americana e “porque o mundo está se desmoronando”.

Graham, de 59 anos, afirmou durante uma entrevista à emissora “CBS News” que se pronunciará sobre sua possível candidatura em 1° de junho na Carolina do Norte, seu estado natal.

“Me apresento à presidência, por isso estão me vendo na TV. Concorro porque acredito que o mundo está desmoronando. No que se refere à política externa, acertei mais vezes do que falhei”, disse.

“O que me faz ter vontade de concorrer é a minha capacidade, em minha própria mente, de ser uma boa comandante e fazer que o Washington funcione”, acrescentou.

Se realmente concorrer à presidência, espera-se que o senador pela Carolina do Sul centre sua campanha na política externa e na segurança nacional, temas que conhece graças a sua experiência no Comitê de Forças Armadas do Senado.

Embora pertença à linha mais dura do partido com relação à política externa, Graham é uma das figuras republicanas mais flexíveis quanto à imigração, e foi um dos legisladores que impulsionaram a reforma migratória aprovada no Senado em 2013 e que fracassou depois na Câmara dos Representantes.

Graham conta em suas ambições presidenciais com o apoio do ex-candidato presidencial republicano John McCain, um de seus maiores aliados no Senado.

Até agora, seis republicanos anunciaram formalmente a intenção de aspirar à candidatura presidencial do partido: os senadores Rand Paul, Ted Cruz e Marco Rubio, além do ex-governador Mike Huckabee, o neurocirurgião aposentado Ben Carson e Carly Fiorina, ex-conselheira delegada da Hewlett-Packard.