República Tcheca realiza eleições gerais antecipadas

Cerca de 8 milhões de cidadãos com direito a voto deverão comparecer às urnas para participar das eleições legislativas antecipadas na República Tcheca

Praga – Cerca de 8 milhões de cidadãos com direito a voto deverão comparecer às urnas entre esta sexta-feira e sábado para participar das eleições legislativas antecipadas na República Tcheca, a qual definirá a composição do Parlamento durante os próximos quatro anos.

Os quase 15 mil colégios eleitorais do país permanecerão abertos hoje das 14h às 22h locais e voltarão a ser abertos amanhã, sábado, das 8h às 14h locais.

Neste pleito, composto por 23 formações e movimentos políticos e no qual serão definidos 200 representantes legislativos em um sistema de lista fechada, o Partido Social-Democrata Tcheco (CSSD), liderado por Bohuslav Sobotka, aparece como o principal favorito.

No entanto, não está claro se CSSD conseguirá governar sozinho com o apoio tácito dos comunistas, já que parece improvável que a legenda consiga superar o umbral de 30% dos votos para formar um executivo monocolor.

A República Tcheca é uma democracia parlamentar com um regime bicameral e, por isso, a agenda do poder legislativo está agora reservada à câmara alta, que assumiu competências da assembléia de deputados.

Desde as últimas eleições, realizadas em 2010, uma coalizão de centro-direita esteve à frente do Executivo, mas, com a renúncia do primeiro-ministro conservador Petr Necas, no último mês de julho, o país acabou sendo regido por um governo “de analistas” formado pelo presidente Milos Zeman.

No entanto, a rejeição parlamentar deste governo tecnocrata causou a dissolução da câmara baixa e, por consequência, a convocação deste pleito antecipado.