Reino Unido está salvo após referendo, diz imprensa

A imprensa britânica destacou nesta sexta-feira que o Reino Unido manteve sua integridade territorial com a vitória do "não"

Londres – A imprensa britânica destacou nesta sexta-feira que o Reino Unido manteve sua integridade territorial com a vitória do “não” no referendo de ontem sobre a independência da Escócia.

O conservador “The Telegraph” respira aliviado ao proclamar em sua edição digital: “O Reino Unido está a salvo depois que a Escócia rejeitou a independência”, enquanto o “The Times”, do grupo de meios de comunicação do magnata Rupert Murdoch, afirma que “A Escócia vota “não” para pôr fim ao sonho de Salmond”.

“A Escócia rejeita a independência”, destaca por sua vez o “The Guardian”, entre fotos de ativistas do “não” eufóricos ao conhecer o resultado e um Salmond aparentemente compungido.

Com um trocadilho, o “The Independent” sentenciou: “O Reino Reunido: Escócia dá um “não” claro à independência em um histórico referendo”.

Com uma ampla margem de mais de dez pontos, os escoceses rejeitaram nesta quinta-feira em referendo que a Escócia se tornasse independente do Reino Unido.

Faltando anunciar o resultado de apenas um dos 32 distritos escoceses, os unionistas arrasam com 55,45% dos votos (1,91 milhão), contra 44,58% (1,53 milhão) da campanha do “sim”, que defendia o governo autônomo escocês.