Reino Unido assume primeira meta de financiamento da COP18

País doará cerca de US$ 2,9 bilhões para as nações emergentes entre 2013 e 2015

São Paulo – Em meio aos impasses a respeito da dinâmica de financiamento para ações de adaptação e mitigação nos países em desenvolvimento, o Reino Unido decidiu dar o exemplo e anunciou, nesta terça-feira (04), que doará cerca de US$ 2,9 bilhões para as nações emergentes entre 2013 e 2015.

A medida foi divulgada por Edward Davey, secretário de Energia e Mudanças Climáticas do país, em coletiva de imprensa, e vai ficar marcada na história da COP18 como o primeiro compromisso de financiamento assumido na Conferência de Doha.

As discussões a respeito do assunto estão “acaloradas”, entre outros motivos, porque os países emergentes querem que os desenvolvidos, que se comprometeram na COP15 a doar US$ 100 bilhões até 2020 para ações climáticas, estabeleçam um “cronograma” para as doações, para que elas não fiquem todas concentradas no final do prazo. As nações ricas, no entanto, não querem se comprometer com datas.

“Pelo status das negociações, acho difícil que o mapa de financiamento que estão pedindo seja desenhado até o final da semana. Mas é importante que, ao menos, os outros países desenvolvidos mostrem que estão comprometidos em se manter ambiciosos em relação ao financiamento climático nos próximos anos, como fez o Reino Unido, mesmo que estejam enfrentando um momento econômico difícil”, disse Davey.

A atitude de “dar o primeiro passo” rendeu ao país europeu o prêmio Raio do Dia, concedido pela Climate Action Network (CAN). “O anúncio do Reino Unido dá um tom construtivo às negociações sobre financiamento em Doha. Insistimos que outros países desenvolvidos comecem a colocar dinheiro na mesa e se comprometam com o financiamento climático, indo sempre adiante em seus compromissos, ao invés de regredir”, disse a organização.

Nesta segunda-feira, Mônaco também recebeu um Raio do Dia por assumir o compromisso de reduzir em 30% suas emissões de gases do efeito estufa até 2020. Saiba mais em Mônaco recebe prêmio “Raio do Dia” por boa atuação na COP18.