Regime sírio se diz interessado em um cessar-fogo em Alepo

O governo expressou interesse em cessar-fogo proposto pela ONU em Alepo, segunda maior cidade da Síria

Damasco – O governo sírio expressou seu interesse no cessar-fogo proposto pela ONU em Alepo, a segunda maior cidade do país, segundo indicou nesta terça-feira o enviado Staffan De Mistura.

“Minhas reuniões com o governo e com o presidente (Bashar al) Assad me deram a impressão de que eles estudam muito a sério e ativamente a proposta da ONU”, declarou De Mistura durante uma coletiva de imprensa em Damasco.

“Agora esperam (o resultado) dos nossos contatos com as outras partes interessadas, as outras organizações e a população, com as quais discutiremos para garantir o andamento dessa proposta”, acrescentou.

O chefe de Estado sírio considerou na segunda-feira que o plano das Nações Unidas “vale a pena ser estudado, e trabalharei para isso (…) para restabelecer a segurança em Alepo“.

Em 30 de outubro, o emissário propôs estabelecer áreas de cessar-fogo para permitir a distribuição de ajuda humanitária neste país devastado por quase quatro anos de guerra.

De Mistura considerou que Alepo, metrópole do norte e ex-capital econômica do país, poderia ser “um bom candidato” para este tipo de área.

Alepo está dividida desde julho de 2012 entre bairros controlados pelo regime e áreas sob domínio rebelde.

O enviado da ONU estimou, no entanto, que esta proposta era “um plano de ação e que ainda não há um plano de paz” para o conflito. “Não é um substituto para uma solução política, é um convite para ir nessa direção”, acrescentou.