Reconstrução de usina no Japão custará o equivalente ao PIB

A usina sofreu explosões e vazamentos em decorrência do terremoto seguido por tsunami, em 11 de março de 2011

Brasília – A Tepco, empresa gestora da Usina Nuclear de Fukushima Daiichi, no Nordeste do Japão, calcula que gastará 100 bilhões de euros na reconstrução total da central.

A usina sofreu explosões e vazamentos em decorrência do terremoto seguido por tsunami, em 11 de março de 2011. Os acidentes nucleares provocaram prejuízos à economia japonesa, pois alimentos produzidos na região foram proibidos ao consumo e populações inteiras retiradas da área.

“Nós precisamos discutir com o governo as necessidades, considerando que há vários cenários”, disse o presidente da empresa gestora, Kazuhiko Shimokobe. Para garantir a reconstrução da usina, a companhia informou que precisa da ajuda do governo japonês.

Na economia do Japão – a terceira do mundo, depois dos Estados Unidos e da China -, 100 bilhões de euros correspondem a 2% do Produto Interno Bruto (PIB). O governo ainda se esforça para retomar a normalidade.

*Com informações da agência pública de notícias de Portugal, Lusa