Receita com petróleo cresce 75% no Oriente Médio e Norte da África

<EM>Economia <SPAN>ainda </SPAN>depende<SPAN> muito</SPAN> das cotações internacionais e concentra crescimento em apenas quatro países da região. <SPAN>M</SPAN>aior crescimento <SPAN>do m</SPAN>ercado de equity<SPAN> em todo mundo</SPAN> <SPAN>ocorre </SP

A região que abrange o Oriente Médio e o Norte da África obteve no biênio 2003-2004 o maior crescimento econômico dos últimos dez anos. Segundo o Banco Mundial (Bird), a região cresceu neste período uma média de 5,6% ao ano. A evolução positiva decorre, em particular, das cotações do petróleo “que crescem dramaticamente”, diz relatório da instituição (veja tabela com mais informações). A escalada dos preços internacionais e o incremento na produção local elevaram entre 2001 e 2004 em 75% as receitas resultantes do fornecimento de petróleo. Como a expansão foi acompanhada pela redução do desemprego, o Bird a qualifica de verdadeiro boom econômico.

O relatório afirma que tal desempenho está muito dependente da Arábia Saudita, do Irã, da Argélia e dos Emirados Árabes Unidos. Enquanto isso, metade dos países da região na realidade sofreu um declínio na economia em relação aos anos 90. Outra característica da atividade econômica regional é o papel preponderante dos dispêndios e investimentos governamentais, responsáveis por quase dois terços do crescimento.

O Bird vê, no entanto, mais prudência nos gastos públicos do que em 1973 e na virada para a década de 80, quando houve choques internacionais do petróleo extremamente benéficos aos países produtores. Da receita adicional com exportação, os governos estão gastando 25%, ante nada menos que 60% durante a crise de 1973. Além disso, as vendas externas de outras commodities estão sendo favorecidas pela desvalorização do dólar, ao qual a maioria das moedas regionais está vinculada.

O Banco Mundial também ressalta um aparente fortalecimento dos laços econômicos intra-regionais a partir de 2001, evidenciado por maiores fluxos de turismo, comércio e capitais. O mercado de equity, por exemplo, formado por investidores dispostos a injetar recursos em empresas emergentes, teve o maior crescimento mundial no Oriente Médio, avançando mais de 60% em 2004.

Desempenho econômico dos países
do Oriente Médio e Norte da Africa

1990-2000

2002

2003

2004

2005*

2006*

Crescimento do
PIB mundial (%)

2,7

1,7

2,5

3,8

3,1

3,1

Crescimento do
PIB regional (%)

3,6

2,9

6,1

5,2

4,9

4,3

Cotação do petróleo
(US$ / barril)

19,1

24,9

28,9

38,0

40,0

36,0

* projeção

Fonte: Bird