Rebeldes xiitas atacam TV estatal na capital do Iêmen

Ataques levaram centenas de pessoas a abandonarem suas casas, em uma escalada dramática da violência

Sanaa – Rebeldes xiitas armados atacaram o prédio da televisão estatal do Iêmen nesta sexta-feira à medida que avançavam na capital, Sanaa, levando centenas de pessoas a abandonarem suas casas, em uma escalada dramática da violência após semanas de combates e protestos, disseram autoridades e moradores.

Os combates foram os piores em anos na capital do país, que é pobre e fica na Península Arábica, e esse parece ser o maior desafio da transição para a democracia, apoiada pela ONU e iniciada depois que o presidente Ali Abdullah Saleh foi forçado a deixar o cargo em 2012.

O conflito intensificou-se na quinta-feira quando rebeldes xiitas houthi entraram em confronto com o Exército, nos arredores de Sanaa, e expandiu-se para combates principalmente entre os membros das tribos aliadas houthis e o clã al-Ahmar, de maioria sunita, segundo moradores.

Figuras proeminentes do clã sunita, uma das tribos mais poderosas no Iêmen, ocupam cargos de chefia nas Forças Armadas e do governo.

Soldados do governo estavam tomando posições defensivas em torno de instituições do Estado, disseram moradores, e os rebeldes houthis pareciam estar no controle de algumas ruas do norte da cidade, enquanto a luta prosseguia na extensa Thalatheen Street, uma das principais vias na área oeste de Sanaa.

Os houthis, que pertencem à seita zaydi do islamismo xiita, estão há uma década envolvidos em um conflito com o governo, dominado pelos sunitas, lutando por mais território e autonomia no norte do país.