Rebeldes sírios dizem ter derrubado avião militar em Idlib

Caça acabava de sair do aeroporto de Abu Duhur, na cidade Idlib, capital da província homônima, mas foi alvejado por membros do ELS

Cairo – Os rebeldes do Exército Livre Sírio (ELS) derrubaram nesta quinta-feira um avião Mig, de fabricação russa, em um aeroporto militar da província de Idlib, e seus dois pilotos morreram, disse à Agência Efe o subcomandante-em-chefe da organização, Malek Kurdi.

O militar desertor explicou que o caça acabava de sair do aeroporto de Abu Duhur, na cidade Idlib, capital da província homônima, mas foi alvejado por membros do ELS, o que fez com que a aeronave pegasse fogo.

Os dois pilotos utilizaram paraquedas para sair do avião, mas foram abatidos pelos rebeldes. Na noite de ontem, o aeroporto de Abu Duhur foi atacado pelo ELS com bombas e metralhadoras. Kurdi disse que os rebeldes destruíram dez dos vinte aviões Mig 23 e 21 que estavam no local.

O militar desertor acrescentou que unidades do ELS continuam nos arredores do aeroporto, onde também se encontram tropas do regime de Bashar al Assad.

As informações não puderam ser verificadas de forma independente devido às restrições impostas pelo regime de Damasco ao trabalho dos jornalistas.

Ontem também ocorreu uma ofensiva dos rebeldes contra o heliporto de Taftanaz, em Idlib, onde se encontram rebeldes e forças do regime. Kurdi, no entanto, disse que não foram registrados enfrentamentos no local nesta quinta-feira.

”A estratégia do ELS tem como objetivo agora atacar os aeroportos porque o regime os utiliza para matar o povo sírio e os revolucionários”, afirmou Kurdi.

”Para nós, é muito importante controlar as armas químicas, para impedir tanto o regime como qualquer outro grupo armado de utilizá-las e causar uma catástrofe”, acrescentou.