Rebeldes sírios controlam postos em fronteiras

Na manhã desta quinta-feira milhares de iraquianos instalados na Síria atravessaram a fronteira de volta para casa

Fallujah – Os rebeldes sírios assumiram o controle de dois postos fronteiriços nas divisas com o Iraque e a Turquia, indicaram dois oficiais das forças de segurança iraquiana e o Observatório Sírio de Direitos Humanos (OSDH).

“Os combates começaram ao meio-dia. À noite, vimos a bandeira síria ser substituída pela do Exército Sírio Livre (ESL, composto principalmente por desertores)”, disse à AFP um coronel da polícia iraquiana fronteiriça, sob condição de anonimato.

“Vimos pessoas usando dishdashas (longa túnica branca tradicional), com armas na mão. Eles estavam indo para o posto de Boukamal. Fechamos a fronteira, aumentamos nossas patrulhas e instalamos postos de controle ao longo da fronteira com a Síria“, acrescentou o oficial.

Outro oficial das forças de segurança confirmou que os rebeldes haviam tomado o posto de Boukamal.

Outras testemunhas relataram terem visto a bandeira do ESL ser hasteada.

Este posto está localizado perto da cidade iraquiana de Qaim, na província de Anbar, oeste do Iraque.

Na manhã desta quinta-feira milhares de iraquianos instalados na Síria atravessaram a fronteira de volta para casa. Dirigentes iraquianos afirmaram que estas famílias tinham sido agredidas por tropas leais ao regime de Assad.

Já na fronteira com a Turquia, “os combatentes rebeldes se apoderaram da passagem de Bab al-Hawa (noroeste da província de Idleb) e retiraram a foto do presidente Bashar al-Assad do posto”, informou o OSDH, com sede em Londres.

Um vídeo postado no YouTube mostra os insurgentes queimando uma grande imagem de Assad enquanto atiram para o alto na fronteira.

Em outro vídeo, homens queimam uma grande imagem de Hafez al-Assad, pai e antecessor do atual presidente.

A província de Idleb é um reduto das forças rebeldes há 16 meses, início da contestação.