Rebeldes entregarão à Cruz Vermelha corpo de funcionário

Separatistas manifestaram disposição de entregar à Cruz Vermelha o corpo de seu funcionário que morreu em Donetsk

Moscou – Os separatistas pró-Rússia manifestaram nesta sexta-feira sua disposição de entregar à Cruz Vermelha o corpo de seu funcionário suíço Laurent DuPasquier, que morreu na quinta na cidade de Donetsk após um bombardeio.

“Não haverá nenhum problema com a entrega do corpo. O mais provável é que representantes da Cruz Vermelha cheguem para apanhá-lo. Ninguém lhes porá obstáculos”, afirmou o “vice-primeiro-ministro” da autoproclamada República Popular de Donetsk, citado pela agência “Interfax”.

Assegurou que DuPasquier, que era o administrador do escritório do Comitê Internacional da Cruz Vermelha (CICV) em Donetsk, caiu vítima do fogo de artilharia disparado por tropas ucranianas.

“Aqui não há lugar para dúvidas, se trata de um míssil do sistema tipo Uragan. Foi lançado pela parte ucraniana”, disse o líder separatista.

A morte de Laurent DuPasquier consternou a Organização para a Segurança e a Cooperação na Europa (Osce), encarregada de supervisionar a cada vez mais frágil trégua estipulada recentemente entre Kiev e os separatistas em Minsk.