Rebeldes começam a abandonar uma zona na periferia de Damasco

O conflito da Síria acabou com a vida de 350.000 pessoas e milhões de deslocados desde que começou em 2011

Damasco (AFP) – Os rebeldes começaram a abandonar neste sábado uma zona na periferia nordeste da capital síria, anunciou a agência de notícias oficial, conforme o acordo com os insurgentes locais. O acordo para a zona de Qalamun Oriental é o último de uma série de acordos que permitiram que rebeldes e civis pudessem abandonar antigos redutos da oposição perto de Damasco.

“Ônibus levando terroristas e suas famílias começaram a sair de Rohaiba”, uma localidade em Qalamun Oriental, afirmou a agência Sana, usando o termo habitual para definir os rebeldes.

A televisão estatal afirmou que 3.200 combatentes e seus familiares devem abandonarn Rohaiba, assim como as localidades vizinhas de Nasiriyah e Jairud neste sábado.

Eles serão levados para Jarabulus, uma localidade rebelde ao norte, na província de Aleppo, e para a vizinha Idlib, onde os rebeldes mais radicais controlam a região.

O regime busca proteger a capital depois de anunciar na semana passada a reconquista completa do que foi o último grande reduto rebelde na periferia de Damasco.

O conflito da Síria acabou com a vida de 350.000 pessoas e milhões de deslocados desde que começou em 2011.