Rebeldes anunciam morte de filho de Kadafi em ataque da Otan

Jamis Kadafi foi um dos 32 mortos no bombardeio que atingiu a cidade de Zliten

Benghazi -Jamis, um dos filhos do ditador líbio Muammar Kadafi, morreu em uma operação aérea da Otan na noite de quinta-feira na cidade de Zliten, 150 quilômetros ao leste de Trípoli, anunciaram os rebeldes nesta sexta-feira.

Jamis Kadafi foi um dos 32 mortos no bombardeio, anunciou um porta-voz dos rebeldes, Mohamed Zawawi, que disse ter obtido a informação graças a operações de espionagem.

“Durante a noite, um avião da Otan executou um ataque contra um centro de comando das forças de Kadafi. Trinta e dois homens morreram, entre eles Jamis”, afirmou Zawawi.

Jamis Kadafi comandava uma das brigadas mais eficazes das tropas leais ao pai e organizava operações na frente de Zliten, a posição mais avançada dos rebeldes no leste do país, depois do estratégico porto de Misrata.

O bombardeio aconteceu horas depois de um grupo de jornalistas procedente de Trípoli ter visitado Zliten, em uma viagem organizada pelo regime.

Os jornalistas constataram que o centro da localidade permanecia sob controle das forças de Kadafi e que a linha de frente estava entre 10 e 15 quilômetros mais ao sul.

Durante a visita foram ouvidos intensos disparos procedentes desta região.