Rebeca Grynspan pede que homens se unam à luta das mulheres

Segundo a secretária-geral ibero-americana, mulheres têm que ser "conscientes de que não teria sido possível chegar até aqui sem a luta de outras mulheres"

Brasília – A secretária-geral ibero-americana, Rebeca Grynspan, se uniu nesta quinta-feira às comemorações pelo Dia Internacional da Mulher e pediu um maior esforço para que homens entrem na luta pela completa igualdade de gêneros e direitos.

“Tomara que possamos incorporar cada vez mais homens à luta pela igualdade”, declarou ela à Agência Efe, após uma reunião com o ministro das Relações Exteriores Aloysio Nunes.

Segundo a secretária-geral ibero-americana, as mulheres “devem reconhecer os avanços conseguidos até agora”, mas também têm que ser “conscientes de que não teria sido possível chegar até aqui sem a luta de outras mulheres”.

Grynspan afirmou que, conforme dados do Fórum Econômico Mundial, “no atual ritmo serão necessários 217 anos” para eliminar totalmente as diferenças que existem hoje, em termos econômicos, entre os homens e as mulheres.

“Não podemos esperar tanto”, declarou ela, enfatizando que, para as mulheres, “a hora é agora”.