Raúl Castro é o primeiro a votar em seu colégio eleitoral em Cuba

Mais de 8 milhões de cubanos estão convocados para ir às urnas votar nos deputados da Assembleia Nacional do Poder Popular

O presidente de Cuba, Raúl Castro, foi neste domingo o primeiro a votar em seu colégio eleitoral no município de Segundo Frente, na província de Santiago de Cuba, no início do segundo dia de eleições gerais realizadas no país para escolher os deputados do Parlamento, entre os quais sairá seu sucessor.

Esta é a última votação de Raúl Castro, de 86 anos, como presidente do governo, cargo que ele anunciou que deixará em 19 de abril e que previsivelmente será ocupado pelo atual primeiro vice-presidente, Miguel Díaz-Canel.

Na mesma data será instalada formalmente a nova composição da Assembleia Nacional do Poder Popular (Parlamento unicameral), que será a responsável por propor e escolher o Conselho de Estado – principal órgão do governo, integrado por 33 membros – entre eles o presidente.

Raúl Castro foi proposto como candidato a deputado ao Parlamento pelo município de Segundo Frente. Após votar hoje, Raúl Castro conversou com eleitores do colégio, que lembraram a Segunda Frente Oriental que ele criou na época da revolução e que ocupou posição nas montanhas da Sierra Maestra, informou a rede de televisão estatal.

Embora deixe a presidência, Raúl Castro seguirá até 2021 à frente do Partido Comunista de Cuba, o único legalizado e que controla todas as estruturas de poder na ilha.

Mais de 8 milhões de cubanos estão convocados para ir às urnas votar nos deputados da Assembleia Nacional do Poder Popular em um pleito que, na prática, representa a ratíficação dos candidatos, já que concorrem 605 pessoas, o mesmo número de cadeiras do Parlamento. Também são eleitos hoje os 1.265 delegados das Assembleias Provinciai. EFE