Rapper Jay-Z paga fiança de detidos em manifestações nos EUA

O artista pagou as fianças dos manifestantes de Baltimore, assim como fez no caso de Ferguson

Nova York – O rapper Jay-Z utilizou discretamente sua fortuna para pagar a fiança de várias pessoas detidas nos Estados Unidos em diversas manifestações contra a violência policial contra a população negra, informou uma escritora próxima ao cantor.

Dream Hampton, escritora e ativista que trabalhou nas memórias de Jay-Z, “Decoded”, publicadas em 2010, revelou estas confidências em uma série de tuítes que foram rapidamente apagados. No entanto, a revista especializada em hip-hop Complex conseguiu reproduzi-los.

“Quando precisamos de dinheiro para as fianças dos manifestantes de Baltimore, pedi a Jay, como fiz no caso de Ferguson, e ele me transferiu dezenas de milhares” de dólares em poucos minutos, escreveu Hampton em um de seus tuítes.

Ela também escreveu que Jay-Z e sua esposa Beyonce assinaram um “grande cheque” para apoiar o movimento “Black Lives Matter” (A vida dos negros importa), que é um dos slogans entoados durante as manifestações.

As manifestações tiveram início após o assassinato por um policial branco de um adolescente negro, Michael Brown, que estava desarmado, na cidade de Ferguson, um subúrbio de St. Louis (Missouri, centro).

Novas manifestações foram organizadas nas últimas semanas, após a morte de um outro negro, Freddie Gray, ferido por um policial branco.

Os tuítes da escritora pareciam ter o objetivo de defender Jay-Z e Beyonce, que foram acusados ​​por alguns ativistas de não se comprometer com esta causa.