Os países mais pacíficos (e os mais violentos) de 2017 em um mapa

Apesar das turbulências, o mundo está mais pacífico que em 2016. É o que mostra a pesquisa Global Peace Index 2017. Veja aqui os resultados

São Paulo – Apesar dos conflitos armados e ataques terroristas que vêm dominando o noticiário nos últimos meses, o mundo se tornou um local levemente mais pacífico na comparação com 2016. É o que mostra o Global Peace Index 2017, estudo conduzido pelo Instituto para Economia e Paz e que avalia quão pacífico o planeta está.

Pesquisa

A pesquisa investiga 163 países. A partir da análise de 23 indicadores, como os níveis de segurança interna, a extensão dos conflitos domésticos e internacionais nos quais um país está envolvido e seu grau de militarização, divididos em 3 categorias.

Com os resultados, é produzido um ranking que mostra quais são os mais pacíficos e quais são os que vivem as maiores instabilidades. Quanto mais baixa for a pontuação de um país, mais estável ele é.

Resultados

E a edição 2017 do estudo trouxe algumas novidades: 93 países melhoraram seus níveis de paz no último ano, enquanto 63 observaram a piora de suas situações internas. A República Centro-Africana é o país que mais cresceu nesta edição do ranking e a Etiópia é o que registrou a maior queda na classificação.

Entre as regiões do globo, seis estão mais pacíficas que em 2016 e a Europa segue firme na primeira posição. A novidade é a ascensão da América do Sul para a quarta posição, ultrapassando América Central e Caribe. Na contramão está a América do Norte, que registrou o pior desempenho, seguida da África subsaariana e Oriente Médio e Norte da África.

Globalmente, no entanto, o mundo está mais violento que há dez anos. Nesse contexto, o indicador que apresentou a maior deterioração é o que mede os impactos de atos terroristas, com 60% dos países apresentando piores níveis dessa atividade que em 2008.

Ranking

A Islândia segue na primeira posição como o país mais pacífico do mundo. No topo do ranking, vale notar foi a Finlândia o local que caiu mais posições na comparação com 2016, de 11º para 17º, e a Hungria o que mais avançou, de 19º para 15º.

Já nas últimas posições, onde estão os países mais instáveis, a Síria segue com o pior desempenho. Apesar das melhoras observadas na situação da República Centro Africana, vale notar que esse segue entre aqueles mais instáveis.

O Brasil permanece no mesmo lugar de 2016, 105º, ficando atrás de países historicamente violentos e pobres, como Honduras e Haiti, e outros no continente africano, como Libéria e Angola.

Dentre os 163 países avaliados, EXAME.com reuniu os países mais pacíficos e os mais violentos neste mapa interativo. Vale observar que o Brasil foi incluído para fins de comparação.

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. É pena que muitos opinion-makers brasileiros (jornalistas sobretudo) insistam em ignorar Portugal. Seria importante referir que PORTUGAL aparece neste estudo como 3° PAIS MAIS SEGURO DO MUNDO.
    Infelizmente este ressabiamento não é geral, porque muitos brasileiros sabem-no e escolhem-no para viver em paz. Cumprimentos aos meus irmãos brasileiros!

    1. Felizmente, queria eu dizer :)

    2. Leandro Müller

      Portugal sempre será a favela Europa, lixo de país! Vocês nem são considerados europeus hahaha

    3. Não sou da tua estirpe, caro amigo. Quando quiseres fugir da favela onde vives serás bem recebido em Portugal, o 3° país mais pacífico do mundo.

  2. Materia mal redigida. Mapa sem legendas, so cores.
    Estranho.
    E ainda comentarios agressivos e gratuitos ao amigo de Portugal.
    Lamentavel