Rajoy pede ‘mais envolvimento da América Latina na Europa’

Em seu discurso durante a abertura da Cúpula Ibero-Americana de Cádiz, Rajoy defendeu os encontros entre líderes europeus e da América Latina

Cádiz (Espanha) -O Chefe do Governo espanhol, Mariano Rajoy, afirmou nesta sexta-feira que a receita para os desafios atuais é ”um maior envolvimento da América Latina na Europa e na Espanha”, e defendeu que seguir trabalhando em conjunto é o caminho para o futuro.

Em seu discurso durante a abertura da Cúpula Ibero-Americana de Cádiz, Rajoy defendeu os encontros entre líderes europeus e da América Latina.

”Se essas cúpulas são consideradas um acerto, na atualidade são uma oportunidade em um mundo absolutamente interdependente”, assinalou, antes de ressaltar que nessas cúpulas foram dadas soluções aos problemas dos cidadãos, deixando de lado as diferenças possam diminuir a eficácia de um projeto comum.

Para o Chefe do Governo da Espanha, estes encontros com os líderes ibero-americanos são necessários para criar riqueza, estabilidade e liberdade.

Nos últimos anos, sustentou Rajoy, nasceu uma nova América Latina, ”pilar fundamental do mundo ocidental” e ponte entre o Atlântico e o Pacífico, enquanto a Europa também mudou, sendo muito diferente da que sofria com as consequências de épocas de divisões.

Rajoy considerou que a Espanha é hoje em dia, ”com suas dificuldades e problemas”, uma nação plural, sólida, avançada e com uma voz reconhecível na cena internacional.

A partir dessa realidade, disse Rajoy, a América Latina pode contribuir muito para a Espanha e Europa em tempos difíceis como os atuais, depois do sucesso que teve por conta de sua ”determinação, esforço e paciência”.

Rajoy dedicou suas primeiras palavras ao lembrar das vítimas do recente terremoto sofrido na Guatemala e que impediu que seu presidente, Otto Pérez, viajasse à Espanha para participar da Cúpula.