Rainha Paola da Bélgica sofre um derrame

Segundo a imprensa belga e italiana, Paola sofreu um derrame cerebral na terça-feira à noite em Veneza, na Itália

A rainha Paola da Bélgica, 81 anos, mãe do rei Philippe, sofreu um derrame cerebral na terça-feira à noite em Veneza, Itália, e será levada em caráter de urgência para seu país, informaram a imprensa belga e italiana.

“Após um problema de saúde, Sua Majestade a Rainha Paola será repatriada para a Bélgica durante o dia para passar por exames médicos”, afirma a Casa Real em um comunicado, que não cita o derrame.

A rainha Paola, de origem italiana, é casada com o rei Albert II, que reinou de 1993 a 2013, quando abdicou em nome de seu filho Philippe.

De acordo com a rádio e televisão belga RTBF, Paola deve ser “repatriada urgentemente de avião”, para a base militar de Melsbroek, próxima de Bruxelas, na tarde de quarta-feira.

Nos últimos anos, a rainha superou diversos problemas de saúde. Em setembro 2015 passou por um período de repouso total por uma arritmia cardíaca.

Em fevereiro de 2017 sofreu uma fratura no quadril, menos de dois meses depois de uma fratura vertebral, de acordo com a Casa Real.

Nascida como princesa Paola Ruffo di Calabria, em 11 de setembro de 1937, em Forte dei Marmi, na Itália, Paola é a mais jovem dos sete filhos do príncipe Fulco Ruffo di Calabria, herói da aviação na I Guerra Mundial, e da condessa Luisa Gazelli.

Ela passou a juventude em Roma, onde conheceu, aos 21 anos, o príncipe Alberto em uma recepção organizada na embaixada da Bélgica à margem das cerimônias de entronização do papa João XXIII.