Rainha Elizabeth II celebra seus 92 anos com um concerto

Elizabeth II está à frente da Commonwealth desde a morte de seu pai, o rei Jorge VI, em 1952

Londres (AFP) – A rainha Elizabeth II celebrou neste sábado seus 92 anos com as tradicionais salvas de canhão em sua homenagem, e acompanhará um concerto por ocasião da cúpula da Commonwealth (Comunidade Britânica) realizada em Londres.

Como é tradicional, o aniversário de Sua Majestade foi saudado com 41 tilros de canhão no Hyde Park e 62 na Torre de Londres, enquanto que na mudança da guarda real no Palácio de Windsor, uma banda militar tocou “Parabéns para Você”.

Nascida em 21 de abril de 1926, e rainha desde 1952, a decana dos monarcas costuma festejar seu aniversário duas vezes: em particular, no dia de seu nascimento, e depois em uma cerimônia oficial no mês de junho, no verão europeu, para escapar da caprichosa meteorologia britânica.

Mas, desta vez, a rainha e sua família assistirão um concerto no Royal Albert Hall de Londres, batizado “Festa de aniversário da rainha”, com artistas procedentes dos 53 países da Commonwealth.

A Comunidade Britânica agrupa as nações que foram colonizadas ou estiveram sob o controle do Reino Unido.

A australiana Kylie, o canadense Shawn Mendes, o grupo sul-africano Ladysmith Black Mambazo e a estrela jamaicana do reggae Shaggy figuram entre os artistas que participam no show, além dos britânicos Tom Jones, Craig David e Sting, entre outros.

Os dirigentes da Commonwealth anunciaram na sexta-feira que o príncipe Charles, filho da rainha Elizabeth II, a sucederá como chefe da organização, um simbólico e não herditário.

Elizabeth II está à frente da Commonwealth desde a morte de seu pai, o rei Jorge VI, em 1952. A soberana reduziu nos últimos anos seus compromissos oficiais, e parece passar pouco a pouco essas obrigações ao príncipe Charles, de 69 anos.

O marido da rainha, o duque de Edimburgo, 96 anos, aposentou-se como consorte real em agosto de 2017, tendo participado em mais de 22.000 eventos públicos oficiais desde a coroação de sua esposa em 1952.

Ele não se retirou completamente da vida pública e continua acompanhando a rainha, quando deseja, em algumas aparições públicas. Só que, recentemente, foi submetido com sucesso a uma cirurgia de prótese no quadril, tendo de permanecer internado vários dias.

O duque de Edimburgo aposentou-se como consorte real em agosto de 2017, tendo participado em mais de 22.000 eventos públicos oficiais desde a coroação de sua esposa em 1952.

No entanto, ele não se retirou completamente da vida pública e continua acompanhando a rainha, quando deseja, em algumas aparições públicas. Os especialistas, por sua vez, asseguram que a rainha não prevê abdicar ao trono.