Quem é o atirador que matou 26 pessoas em igreja nos EUA

Ex- membro da Força Aérea dos Estados Unidos e ex-professor de estudos bíblicos, Devin Patrick Kelley tinha 26 anos

São Paulo –  Os Estados Unidos (EUA) vivem o luto de mais um massacre a tiros, o 307º evento deste tipo a acontecer no país apenas em 2017. Às 11h20 (horário local) deste domingo, 05, Devin Patrick Kelley, 26 anos, invadiu uma igreja na cidade de Sutherland Springs (Texas) e atirou contra as pessoas frequentavam o serviço religioso.

A pequena comunidade rural tem cerca de 400 habitantes e fica localizada a 60 quilômetros de San Antonio e pouco mais de 300 quilômetros de Houston, uma das maiores cidades do Texas. O ataque vem sendo vem sendo considerado o mais violento da história do estado e o quinto mais mortal já visto nos EUA. Segundo a rede de televisão americana, CBS, este é Kelley:

Momentos depois de começar a atirar, ele entrou em confronto com um homem, também armado, que estava no local no momento do crime. Conseguiu escapar, mas foi perseguido por outras duas pessoas que passavam de carro e testemunharam o que se passava do lado de fora da igreja.  Mais tarde, a polícia encontrou esses homens e o atirador, já morto com um tiro.

Até o momento, as condições da sua morte não estão esclarecidas, mas sabe-se que ele fez 26 vítimas fatais, com idades entre 5 e 70 anos, e feriu ao menos 20. O número impressiona, já que a média de frequentadores do local aos domingos era de 50. Entre os mortos, há ao menos 8 membros de uma família e a filha adolescente do pastor.

A polícia ainda não tem pistas das razões por trás do crime, mas começa agora a montar o quebra-cabeça do incidente e sobre a vida de Kelley. Ele vivia em New Braunfels, que fica a cerca de 60 quilômetros de distância de Sutherland Springs, e era casado com uma mulher chamada Danielle Lee Shields, informa CBS.

O atirador foi parte da Força Aérea dos Estados Unidos entre os anos de 2010 e 2014, mas foi expulso após agredir a esposa e o filho, chegando a cumprir pena de um ano de prisão. Aficionado por armas de fogo, Kelley também foi professor de estudos bíblicos e seria ex-fiel da igreja em que matou dezenas de pessoas.

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Rodrigo Uber

    Seguindo essa lógica, devemos proibir a produção e condução de veículos automotores, afinal, são responsáveis por, aproximadamente, 74 mil mortes no último ano, no Brasil.