Queda de foguetes em Aleppo mata 23 e fere mais de 100

A queda dos projéteis ocasionou danos materiais em casas e alguns imóveis foram derrubados com seus moradores dentro

Damasco – Pelo menos 23 civis morreram nesta segunda-feira e mais de cem ficaram feridos pelo impacto de bombas disparadas por “terroristas” em Aleppo, a maior cidade do norte da Síria, informou a agência de notícias oficial “Sana”.

A agência, que citou uma fonte da direção de Saúde nesta cidade, não descartou que o número de vítimas mortais aumente porque há pessoas gravemente feridas.

Segundo a “Sana”, os “terroristas” lançaram os projéteis desde o bairro de Bani Zeid, em direção ao distrito assírio e às ruas Faiçal e Al Nil.

A queda dos projéteis ocasionou danos materiais em casas e alguns imóveis foram derrubados com seus moradores dentro, que estão sendo resgatados dentre os escombros por unidades da Defesa Civil e pelas forças de segurança sírias.

A televisão estatal mostrou imagens dos destroços em edifícios e também a de vários feridos, entre eles crianças, no momento no qual eram levados de maca pelos serviços de emergência.

O Observatório Sírio de Direitos Humanos destacou que pelo menos 250 projéteis foram disparados por brigadas rebeldes de tendência islâmica contra zonas sob o controle do governo.

Aleppo foi alvo de uma ofensiva dos rebeldes no final de julho de 2012 e de outras operações importantes nas quais tomaram amplas partes da cidade.

A Síria é desde meados de março de 2011 palco de um conflito armado no qual perderam a vida mais de 230 mil pessoas, segundo o Observatório.