Quatro mortos em protestos contra EUA no Afeganistão

As mortes desta sexta-feira elevam a 19 o número de vítimas fatais nesta semana de violentos protestos contra os Estados Unidos

Cabul – Quatro pessoas morreram nesta sexta-feira na província de Herat (oeste do Afeganistão) em protestos contra os Estados Unidos, após a queima de exemplares do Alcorão em uma base americana neste país, informaram fontes oficiais.

Duas pessoas morreram em confrontos quando manifestantes tentaram atacar o consulado dos Estados Unidos. Outras duas pessoas faleceram em distúrbios no distrito de Adraskan, afirmou um porta-voz da província de Herat.

“Na cidade de Herat morreram um manifestante e um militar”, afirmou.

Uma fonte dos serviços de segurança havia indicado mais cedo que dois manifestantes morreram na tentativa de atacar o consulado dos Estados Unidos.

“Alguns manifestantes tentaram se apoderar das armas dos policiais. Houve um tiroteio e ocorreram duas mortes entre os manifestantes”, explicou.

As mortes desta sexta-feira elevam a 19 o número de vítimas fatais nesta semana de violentos protestos contra os Estados Unidos, provocados pela queima de exemplares do Alcorão na base americana de Bagram, ao norte da capital, Cabul.