Quatro detidos na Espanha por propaganda jihadista

Os quatro detidos - três marroquinos e um espanhol - divulgavam "conteúdos propagandísticos próximos ao terrorismo jihadista" através da internet

Quatro suspeitos de divulgar propaganda islamita e de realizar campanhas de recrutamento para a jihad (guerra santa) foram detidos nesta terça-feira na região de Madri, informou a Guarda Civil espanhola.

Os quatro detidos – três marroquinos e um espanhol – divulgavam “conteúdos propagandísticos próximos ao terrorismo jihadista” através da internet e de aplicativos de mensagens, afirmou a Guarda Civil em um comunicado, que não informa a idade ou o sexo dos suspeitos.

A célula exercia “um controle ferrenho das atividades” dos recrutas, a fim de garantir que suas vidas estivessem regidas pelos princípios que foram passados, detalha o documento.

“Eram interpelados não apenas sobre a forma como deveriam interpretar determinadas notícias, mas sobre o modo correto como deveriam desenvolver quase qualquer atividade da vida cotidiana”, afirma.

As mensagens foram recebidas por “centenas de pessoas” e algumas delas foram escolhidas para acentuar sua radicalização.

As autoridades seguiam investigando na manhã desta terça-feira em Pinto y Ciempozuelos, no sul de Madri, assim como na capital.

Segundo o ministério do Interior, as forças de segurança espanholas detiveram 23 suspeitos de “terrorismo islamita” durante o ano.