Quase 800 pessoas detidas na Tunísia desde início dos protestos

Apesar das prisões, na última noite os confrontos entre jovens manifestantes e agentes da polícia foram "limitados" e "sem gravidade"

Ao menos 778 pessoas foram detidas na Tunísia desde segunda-feira, quando começaram os protestos contra as medidas de austeridade, indicou nesta sexta-feira um porta-voz do Ministério do Interior, Khalifa Chibani.

Na noite de quinta-feira não foi registrado nenhum ato de violência ou roubo no país, disse Chibani em declarações à rádio Mosaique FM.

Os confrontos entre jovens manifestantes e agentes da polícia foram “limitados” e “sem gravidade”, acrescentou o porta-voz.

Não obstante, disse que na quinta-feira as forças de segurança prenderam 151 pessoas envolvidas em atos de violência.

O movimento “Fech Nestannew” (“O que estamos esperando?”), na vanguarda dos movimentos contra o aumento dos preços, convocou uma nova mobilização para esta sexta-feira.