Quase 2.000 soldados chadianos chegam à Kindal no Mali

A chegada no ex-reduto dos grupos islamitas tem como objetivo garantir a segurança da cidade, segundo a Defesa da França

Paris – Um grupo de 1.800 homens do exército chadiano entrou em Kidal, ex-reduto dos grupos islamitas, no norte do Mali, para garantir a segurança da cidade, indicou nesta terça-feira o ministério francês da Defesa.

Segundo o ministério, 4.000 soldados franceses também estão posicionados atualmente no Mali.

Paralelo a isso, os bombardeios aéreos maciços dos últimos dias prosseguiram na região, principalmente visando objetivos como depósitos logísticos e centros de treinamento.

Cerca de 3.800 soldados africanos, pouco mais de 2.000 deles pertencentes à Missão Internacional de Apoio ao Mali (MISMA), se encontram no país e seu número será reforçado nas próximas semanas.

O Chade se comprometeu em enviar 2.000 soldados, que não farão parte da MISMA, mas atuam em coordenação com ela.