Vladimir Putin diz crer que Greta Thunberg está sendo manipulada

Para presidente da Rússia, "ninguém explicou à Greta como o mundo moderno é complicado e complexo"

São Paulo — O presidente da Rússia, Vladimir Putin, disse que não compartilha do entusiasmo generalizado que as pessoas têm com a ativista do clima Greta Thunberg, de acordo com vídeo publicado no site da BBC.

Putin disse que o mundo deve apoiar jovens que se preocupam com mudanças climáticas, mas que casos em que eles são “usados” devem ser condenados, sugerindo que essa seria a situação de Greta.

“Eu irei desapontá-los, mas eu não compartilho do entusiasmo de todo mundo a respeito do discurso (na ONU) de Greta Thunberg. O fato de os jovens prestarem atenção em problemas graves do mundo moderno, incluindo a ecologia, é correto e muito bom. Nós precisamos apoiá-los. Mas quando alguém usa crianças e adolescentes em interesse próprio merece ser condenado”, disse o presidente em um evento sobre energia, na Rússia.

O presidente da Rússia também disse que “ninguém explicou à Greta como o mundo moderno é complicado e complexo”.

Putin argumentou, ainda, que países pobres da África e da Ásia estão procurando crescer e, por isso, acabam utilizando bases energéticas poluentes. Para ele, é inviável forçar que esses países mudem suas matrizes energéticas para energias renováveis nesta fase de desenvolvimento na qual se encontram.

Greta Thunberg na ONU

Na última assembleia-geral da ONU, a ativista sueca criticou os países por causaram mudanças climáticos. A frase “Como vocês ousam?” ganhou destaque em jornais e portais de notícias em todo o mundo.

Logo após o discurso, o presidente dos Estados Unidos fez comentários sobre Greta, que foram interpretados como irônicos. O republicano disse que ela “parece uma menina muito feliz”.

No Brasil, o deputado federal Eduardo Bolsonaro, crítico de movimentos de defesa do meio-ambiente, publicou uma foto falsa da adolescente, em que ela aparece comendo enquanto crianças com aparência de famintas estão olhando.