PT diz que “oposição da direita golpista” tenta golpe na Venezuela

Partido também chamou manifestações que ocorreram nesta terça-feira, 29, na Venezuela de antidemocráticas

São Paulo — Um comunicado oficial do Partido dos Trabalhadores (PT) sobre a situação política da Venezuela condena o que chama “tentativa de golpe levada a cabo pela oposição da direita golpista e antichavista”. A nota é assinada pelos parlamentares Gleisi Hoffmann (PR), Humberto Costa (PE) e Paulo Pimenta (RS) – respectivamente, presidente nacional do partido e líderes da legenda no Senado e na Câmara.

Para o PT, “grupos opositores tentam há anos derrubar o governo democraticamente eleito do Partido Socialista Unido da Venezuela” e só não teriam conseguido tomar o poder graças ao apoio que a sigla e o sistema de Nicolás Maduro “têm junto às pessoas, após anos de políticas voltadas ao bem-estar da população e contrárias à exploração imperialista e das elites locais”.

“Não aceitamos atitudes antidemocráticas como essas”, continua o comunicado, em referência à mobilização popular e militar convocada pelo autoproclamado presidente interino, Juan Guaidó, contra o governo de Maduro. Segundo o partido, “a solução dos problemas venezuelanos passa por levantar o embargo econômico internacional de que o país e, principalmente, sua população, são vítimas”.

Na tarde desta terça-feira, 30, os Estados Unidos acenaram com o alívio de sensações econômicas a aliados do regime de Maduro que aderirem à mobilização de Guaidó.