PSD vai ajudar na consolidação da base, diz Marco Maia

Bancada vai chegar até a 50 deputados, e deve ser a 3ª ou 4ª maior da Câmara

Brasília – O Partido Social Democrático (PSD) chegará com força ao Congresso e precisará de estrutura para funcionar, principalmente na Câmara. A avaliação é do presidente da Casa, Marco Maia (PT-RS). “Ele terá uma bancada de 45 a 50 deputados, se transformando na terceira ou quarta maior bancada da Câmara. Todos os deputados que estão se filiando são experientes”, disse.

Marco Maia lembrou que o PSD, depois de ter a criação oficializada na Justiça Eleitoral, deverá compor a base governista na Casa, o que irá facilitar a aprovação de propostas de governo. “Se isso se transformar numa realidade, vai ampliar ainda mais a base de sustentação do governo. A existência do PSD vai ajudar ainda mais na consolidação da base”, afirmou.

O PSD, partido em construção articulado pelo prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab, precisa conseguir seu registro na Justiça Eleitoral até o dia 7 de outubro para participar das eleições de 2012.

Para a criação do PSD, os interessados devem apresentar ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) uma lista com cerca de 490 mil assinaturas de apoio, o que corresponde a 0,5% dos votos válidos para deputado federal em 2010. As assinaturas devem vir de pelo menos um terço das unidades da Federação.

Outra regra imposta pela legislação eleitoral é que as listas de assinaturas de cada estado devem conter pelo menos 0,1% dos votos válidos computados nas últimas eleições. Quando a lista for entregue, o TSE coloca o assunto em regime de urgência.