Protestos na Rússia pedem que Putin não tente a reeleição

A manifestação central em Moscou foi pacífica, apesar de não ter sido autorizada pelo governo.

Moscou – Sob o slogan “Estou farto”, manifestantes pediram ao presidente russo, Vladimir Putin, que não se candidatasse a um quarto mandato. Dezenas de pessoas foram detidas em São Petersburgo e em outras cidades russas.

A manifestação central em Moscou foi pacífica, apesar de não ter sido autorizada pelo governo. Centenas de pessoas se reuniram em um parque e, em seguida, se voltaram para o Kremlin. Em São Petersburgo, no entanto, dezenas de pessoas foram presas. O grupo OVD-Indo, que monitora a repressão política no país, retransmitiu relatos de mais prisões em várias cidades, incluindo 20 em Tula e 14, em Kemerovo.

Putin ainda não anunciou se planeja se candidatar à presidência novamente no próximo ano. Ele está no cargo desde a véspera do Ano Novo de 1999, quando Boris Yeltsin renunciou. Mesmo quando se afastou do Kremlin para se tornar primeiro-ministro, entre 2008 e 2012, devido aos limites de mandato, Putin permaneceu efetivamente como líder russo.