Protestos contra decisão sobre Jerusalém deixam 2 mortos em Gaza

Outros 145 palestinos ficaram feridos nos protestos, sendo que cinco estão em estado grave

Jerusalém – Dois palestinos morreram nesta sexta-feira após serem atingidos por tiros de soldados de Israel na Faixa de Gaza e mais de uma centena ficaram feridos nos protestos convocados em rejeição à decisão dos Estados Unidos de reconhecer Jerusalém como capital israelense, informou o Ministério da Saúde palestino.

Segundo fontes desse ministério, os dois mortos foram atingidos nos confrontos no leste do território, quando um grupo de palestinos chegou à região fronteiriça e começou a jogar pedras e coquetéis molotov contra os soldados.

As fontes também disseram que 145 palestinos ficaram feridos nos protestos, e que deles cinco estão em estado grave.

Um total de 78 palestinos foram feridos em Jerusalém Oriental e Cisjordânia, onde um palestino ficou gravemente ferido por disparos israelenses após atacar e ferir um deles em confrontos no nordeste de Ramala.

O agressor se aproximou de um agente da Polícia de Fronteiras israelense com um colete com explosivos falsos e o apunhalou duas vezes, causando-lhe ferimentos moderadas, um incidente investigado pela Polícia, que também indaga se o suspeito estava identificado como um jornalista e por isso conseguiu se aproximar tanto das forças israelenses.

As facções palestinas tinham convocado para hoje um Dia da Ira em protesto contra a decisão americana.

Veja também