Protesto contra a contaminação da água termina com vários feridos no Irã

Os manifestantes incendiaram várias latas de lixo e uma ponte; a polícia respondeu com gás lacrimogêneo, segundo agência

Várias pessoas ficaram feridas neste domingo na cidade de Jorramchar, sudoeste do Irã, em confrontos entre a polícia e manifestantes que protestavam contra a contaminação da água, informou a agência oficial de notícias Irna.

“Ninguém morreu”, afirmou o vice-governador da cidade, Valiollah Hayati, citado pela agência, ao rebater uma informação do canal Al-Arabiya, financiado pela Arábia Saudita, de que a polícia teria matado pelo menos quatro manifestantes.

O balanço oficial dos confrontos é de um manifestante gravemente ferido e alguns policiais feridos.

A agência Irna afirmou que quase 500 pessoas, principalmente jovens, se reuniram em uma praça da cidade para pedir que as autoridades atuem contra a contaminação da rede de abastecimento de água. Outro grupo se reuniu diante de uma mesquita.

Os manifestantes incendiaram várias latas de lixo e uma ponte. A polícia respondeu com gás lacrimogêneo, segundo a agência.

A Irna informou que a contaminação da água em Jorramchar e Abadan, uma cidade próxima, provocou manifestações nas últimas três semanas.