Procuradores suecos planejam interrogar Assange em breve

O fundador do WikiLeaks está no prédio da embaixada do Equador em Londres para evitar extradição para a Suécia, onde enfrenta acusações de abuso sexual

Estocolmo – Procuradores suecos planejam questionar o fundador do WikiLeaks, Julian Assange, na embaixada do Equador em Londres em junho ou julho, disse um dos procuradores nesta segunda-feira.

Os procuradores enviaram um pedido de assistência legal às autoridades inglesas e pediram permissão ao Equador para interrogar Assange durante estes dois meses, disse o procurador em nota.

O australiano de 43 anos está no prédio da embaixada do Equador desde junho de 2012 para evitar extradição para a Suécia, onde enfrente acusações de abuso sexual contra duas mulheres em 2010. Ele nega as acusações.

Os procuradores inicialmente insistiram que Assange deveria viajar à Suécia pra ser interrogado, mas, em uma reviravolta, aceitaram conduzir os questionamentos em Londres.