Principal assessora de comunicação de Trump renuncia

A saída de Hicks possui relação com seu depoimento para um comitê sobre a investigação acerca de envolvimento russo na eleição americana

Washington – Hope Hicks, uma das assessoras há mais tempo do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, está renunciando de seu cargo como diretora de comunicações da Casa Branca, disse nesta quarta-feira a porta-voz da Casa Branca, Sarah Sanders.

Sanders disse a repórteres que o momento exato da saída de Hicks é incerto. Ela disse que a saída de Hicks possui relação com seu depoimento para um comitê do Congresso na terça-feira sobre uma investigação acerca de envolvimento russo na eleição norte-americana de 2016.

Ela deve deixar o cargo nas próximas semanas.

Hicks, de 29 anos, esteve em uma controvérsia envolvendo o ex-secretário da Casa Branca Rob Porter, com quem estava namorando. Ela defendeu Porter quando acusações de abusos domésticos contra suas duas ex-mulheres surgiram. Porter foi forçado a se demitir.

Ela foi uma das primeiras pessoas contratadas pelo então empresário Trump quando ele começou sua campanha à Presidência e é uma de suas assessoras de maior confiança. Assessores disseram que ela havia conversado com o presidente e lhe dito que gostaria de sair, para que pudesse começar a explorar oportunidades fora da Casa Branca.

“Hope é incrível e fez ótimo trabalho nos últimos três anos. Ela é inteligente e cheia de ideias, um grande pessoa”, disse Trump em comunicado divulgado pela Casa Branca. “Eu sentirei falta de tê-la ao meu lado, mas quando ela falou comigo sobre buscar outras oportunidades, eu entendi totalmente. Tenho certeza que iremos trabalhar juntos novamente no futuro.”

Na terça-feira, Hicks se negou a responder perguntas sobre o governo feitas por membros do Comitê de Inteligência da Câmara dos Deputados dos EUA que investiga a Rússia e a eleição norte-americana de 2016, disseram parlamentares. Hicks foi porta-voz de Trump durante a campanha.

O chefe de gabinete da Casa Branca, John Kelly, disse em comunicado sobre Hicks: “Dizer que ela fará falta é um fato”.