Primeiro-ministro egípcio mantém vários membros do governo anterior

Entre os ministros que conservam seus cargos estão os titulares de Relações Exteriores, Mohammed Kamel Amr e de Informação, Osama Hekal

Cairo – O recém nomeado primeiro-ministro do Egito, Kamal al Ganzuri, decidiu manter vários ministros do gabinete anterior em seu novo governo, segundo informaram nesta sexta-feira os meios de comunicação estatais egípcios.

Entre os ministros que conservam seus cargos estão os titulares de Relações Exteriores, Mohammed Kamel Amr; de Informação, Osama Hekal; de Petróleo, Mohammed Abdullah Gorab, e de Turismo, Munir Fakhri Abdel Nour.

Os outros ministros que continuarão em seus postos são o ministro de Assuntos Religiosos, Mohammed Abdel Fadil, e Comunicações, Shauqi Khaled.

A televisão egípcia começou a divulgar alguns dos nomes que aparecerão no novo gabinete de transição, mas ainda não revelou quem substituirá o general Mansur Esaui à frente do polêmico Ministério do Interior.

Os jornais egípcios apontaram hoje que o novo governo será integrado por mais de 30 ministros.

A divulgação do novo Executivo acontece minutos antes do início da entrevista coletiva na qual devem ser comunicados os primeiros resultados das eleições legislativas, cujas duas primeiras jornadas foram realizadas na segunda-feira e na terça-feira.