Primeiro-ministro da Palestina coloca cargo à disposição de Abbas

Segundo informações do porta-voz do primeiro-ministro, resolução acontece após "recomendações do Comitê Central do Fatah"

O primeiro-ministro da Palestina, Rami Hamdallah, pôs nesta segunda-feira seu cargo no Governo da Autoridade Nacional Palestina (ANP) à disposição do presidente, Mahmoud Abbas, declarou à Agência Efe seu porta-voz, Ahmad Shami.

“O primeiro-ministro devolveu sua autoridade ao presidente Mahmoud Abbas hoje, como algo normal, depois das recomendações do Comitê Central do Fatah”, explicou Shami, que acrescentou, “haverá um novo Governo que será formado nos próximos dias ou horas”.

Hamdallah “e os membros do Governo de Reconciliação Nacional expressaram confiança no sucesso dos esforços para formar um novo Executivo que assuma as preocupações” do povo palestino e que “complete o caminho para restaurar a união nacional”, ponha fim “à divisão e avance na liberdade e na independência”, declarou também porta-voz governamental Youssef al Mahmoud, em declarações coletadas pela agência oficial palestina “Wafa”.

O anúncio da decisão de Hamdallah acontece horas depois que ontem o Comitê Central do partido nacionalista Fatah, liderado por Abbas e majoritário na Organização para a Libertação da Palestina (OLP), pedisse ontem uma mudança na composição do Governo.

O nacionalista Fatah solicitou que a iniciação de negociações para formar um novo Gabinete, que inclua facções da OLP e candidatos independentes.

O partido assegurou hoje em comunicado que dá por feita a mudança. “Avaliamos o papel do Governo de reconciliação nacional na fase anterior” e reconhece que o Executivo que liderou até hoje Hamdala foi criado e funcionou “em circunstâncias excepcionais e difíceis.