Primeiro candidato democrata abandona corrida à Casa Branca

Eric Swalwell anunciou a renúncia à indicação de seu partido para as eleições presidenciais dos Estados Unidos em 2020

O congressista Eric Swalwell se tornou o primeiro candidato a abandonar a corrida do Partido Democrata à Casa Branca nesta segunda-feira (8), após anunciar a renúncia à indicação de seu partido para as eleições presidenciais em 2020.

Swalwell, um californiano de 38 anos, nunca conseguiu superar mais de 1% de apoio nas pesquisas de opinião, segundo a Real Clear Politics. No entanto, recebeu um impulso sutil nos debates do partido, entre 26 e 27 de junho, quando criticou o ex-vice-presidente Joe Biden, que lidera a corrida democrata, por não “passar o bastão” para uma nova geração política.

“Hoje termina nossa campanha presidencial. Mas é o começo de uma oportunidade no Congresso, com uma nova perspectiva moldada pelas vidas que tocaram a minha e nossa campanha ao longo destes últimos meses”, disse Swalwell, que também anunciou que tinha decidido se candidatar à reeleição na Câmara de Representantes.

Sua saída deixa ainda mais de 20 candidatos da corrida por ser o eleito do partido para enfrentar o republicano Donald Trump nas eleições de novembro de 2020.

Biden continua liderando a corrida, mas depois dos debates, seu apoio diminuiu de 32% para 26%, segundo a Real Clear Politics.

Por outro lado, a senadora da Califórnia Kamala Harris subiu para o segundo lugar após confrontar Biden sobre temas raciais.

Harris saltou de 7% para 15,2%, enquanto o esquerdista de 77 anos Bernie Sanders, antes no segundo lugar, caiu para 14%.

Em quarto lugar ficou a senadora Elizabeth Warren, que aumentou de forma constante seu apoio durante o último mês, até chegar a 13,8%.

Warren, que também teve um desempenho sólido no debate, anunciou nesta segunda que sua campanha presidencial havia arrecadado 19,1 milhões de dólares no segundo trimestre.