Primeiro ataque das Farc após cessar-fogo mata 3 soldados

Cessar-fogo havia sido declarado por ocasião do segundo turno das eleições presidenciais que se prolongou entre 9 e 30 de junho

Bogotá – Três soldados morreram nesta quarta-feira em um campo minado das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) na zona rural do departamento de Norte de Santander, na fronteira com a Venezuela, no primeiro ataque desta guerrilha após o fim na madrugada da segunda-feira de seu cessar-fogo em virtude das eleições de julho.

Os artefatos estavam colocados no quilômetro 40 da via que comunica Tibú com La Gabarra, na convulsa região de Catatumbo, onde, além das Farc, também atua o Exército de Libertação Nacional (ELN).

Trata-se do primeiro ataque das Farc depois do fim do cessar-fogo declarado por ocasião do segundo turno das eleições presidenciais que se prolongou entre 9 e 30 de junho.

A guerrilha cumpriu esta medida e demonstrou “mais coesão e também um controle quase completo sobre suas unidades guerrilheiras”, segundo o Centro de Recursos para a Análise de Conflitos (Cerac).

Estes analistas também apontaram que “pode existir uma contribuição efetiva das Farc à redução da violência do conflito armado em um cenário de terminação do conflito”.

Sobre esta tese, o observatório da Fundação Paz e Reconciliação destacou que no primeiro semestre de 2014 as Farc estiveram envolvidas em 410 ações armadas, 61% menos que no ano passado, quando foram 1.068.