Presidente paquistanês teve ataque cardíaco mas segue no cargo

Asif Ali Zardari está em boas condições e não tem a intenção de renunciar, apesar de ter sofrido um "ataque cardíaco menor"

Islamabad – O presidente do Paquistão, Asif Ali Zardari, sofreu na terça-feira um “ataque cardíaco menor”, está em boas condições e não tem a intenção de renunciar, anunciou nesta quarta-feira o ministro de Direitos Humanos, Mustafa Khokhar.

Zardari foi transportado de avião a Dubai, onde foi submetido a uma angioplastia e retornará na quinta-feira ao Paquistão, segundo o ministro.

Um jornal americano, The Cable, havia informado que Zardari, muito impopular, suspeito de corrupção e acusado de ter tentado obter o apoio dos Estados Unidos contra as poderosas Forças Armadas paquistanesas, poderia renunciar após o ataque cardíaco.

“Agora ele está bem de saúde e não tem nenhuma intenção de renunciar”, declarou Khokhar.