Presidente palestino ameaça romper unidade com o Hamas

Mahmud Abbas ameaçou romper o acordo com o grupo se o movimento islamita não permitir que o governo palestino exerça sua autoridade na Faixa de Gaza

O presidente palestino Mahmud Abbas ameaçou romper o acordo de unidade com o grupo Hamas se o movimento islamita não permitir que o governo palestino exerça sua autoridade na <strong><a href="http://www.exame.com.br/topicos/faixa-de-gaza">Faixa de Gaza</a></strong>.</p>

“Não aceitaremos uma colaboração (com o Hamas) se a situação continuar assim em Gaza onde existe um governo na sombra de 27 vice-ministros que controlam o território”, afirmou Abbas ao chegar ao Cairo no madrugada deste domingo, citado pela agência oficial palestina WAFA.

A declaração de Abbas acontece antes de uma reunião com o chefe de Estado egípcio Abdel Fattah al Sissi. Abbas também falará à Liga Árabe, duas semanas depois de acertado o cessar-fogo que interrompeu 50 dias de guerra com Israel em Gaza.

Segundo os termos de um acordo de reconciliação assinado em abril, os palestinos aceitaram formar um governo interino de consenso, integrado por personalidades independentes.

O acordo pôs fim a sete anos de rivalidade entre as administrações da Cisjordânia, controlada pelo partido Fatah de Abbas, e de Gaza, nas mãos do Hamas.