Presidente Erdogan garante que a Turquia “não se entregará” aos EUA

O confronto que precipitou a queda vertiginosa da lira turca nos últimos dias continua

O presidente Recep Tayyip Erdogan afirmou neste sábado que a Turquia não se entregará aos Estados Unidos, prosseguindo assim o confronto com Washington que precipitou a queda vertiginosa da lira turca nos últimos dias.

“Não nos entregaremos aos que se apresentam como nossos sócios estratégicos, enquantro que se esforçam por nos fazer um objetivo estratégico”, afirmou Erdogan em um congresso de seu partido conservador islâmico, o AKP, em Ancara.

“Alguns acham que podem nos ameaçar com a economia, as sanções, as taxas de câmbio, as taxas de juros e a inflação. Descobrimos suas artimanhas e os desafiaremos”, acrescentou.

Estas declarações acontecem num momento em que os Estados Unidos e a Turquia, aliados na Otan, atravessam uma crise diplomática.

Estas diferenças se acentuaram por causa do pastor americano que se encontra em prisão domiciliar na Turquia, acusao de terrorismo e espionagem.

Washington exige sua libertação imediata e impôs sanções contra os ministros Interior e Justiça da Turquia, acusados de desemprenhar um papel centralna prisão do religioso.

Ancara respondeu com medidas similares e a escalada das tensões provocou a queda da moeda tuca na semana passada, arrastando outras divisas de países emergentes.

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. I’d always wish to be updated on new articles on this web
    site, saved them to my favorites!