Presidente do partido secular da Tunísia demite ministros

Decisão do Congresso de Marzouki para o Partido Republicano foi um golpe a mais para o governo do primeiro ministro Hamadi Jebali

Túnis – O partido secular do presidente tunisiano Moncef Marzouki retirou seus três ministros da liderança islâmica do governo neste domingo dizendo que suas demandas para o gabinete não haviam sido cumpridas.

A decisão do Congresso de Marzouki para o Partido Republicano foi um golpe a mais para o governo do primeiro ministro Hamadi Jebali, que sofreu o assassinato na semana passada do líder de oposição secular, Chokri Belaid.

“Temos dito há uma semana que se os ministros das Relações Exteriores e da Justiça não fosse alterados poderíamos nos retirar do governo”, disse às Reuters o membro do partido oficial, Ben Amor.