Presidente do Irã diz que não se renderá à pressão dos EUA para negociar

As tensões entre Irã e Estados Unidos aumentaram desde 2018, quando o presidente Donald Trump saiu de um acordo nuclear de 2015

O Irã não vai manter nunca discussões sob pressão com seu antigo inimigo, os Estados Unidos, afirmou o presidente Hassan Rouhani em entrevista à imprensa televisionada neste domingo, acrescentando que a ajuda de Teerã é essencial para estabelecer a segurança no Oriente Médio.

“O Irã nunca vai negociar sob pressão…Nunca vamos nos render à pressão da América e não vamos negociar de uma posição de fraqueza. ‘A máxima pressão’ da América em relação ao Irã está fadada a falhar”, disse Rouhani.

As tensões entre Irã e Estados Unidos aumentaram desde 2018, quando o presidente Donald Trump saiu de um acordo nuclear de 2015 entre Teerã e seis potências mundiais, com os EUA readotando sanções contra Teerã que afetaram sua economia.

O governo norte-americano quer um novo acordo que contenha ainda mais o programa nuclear do Irã e acabe com seu programa de mísseis balísticos.

Teerã rejeita realizar negociações sobre um novo acordo, dizendo que as discussões são possíveis apenas se os EUA voltarem ao pacto nuclear e levantarem sanções.