Presidente do Irã afirma que EUA não atacam devido aos custos do conflito

O presidente iraniano falou sobre a capacidade e o poder do Irã e deixou claro que atacar o país tem um alto custo

Teerã – O presidente iraniano, Hassan Rohani, afirmou nesta terça-feira que os Estados Unidos não atacam o país por serem conscientes da força iraniana e porque um conflito geraria altos custos.

Rohani disse que essa atitude de Washington “não é porque os EUA estejam incomodados pela morte das pessoas, mas pelo poder do Irã, pois sabem qual será o resultado desta ação e quais custos terá”, informou o site do Ministério de Defesa iraniano.

Veja também

“Hoje a situação nos EUA é tal que, como o atual presidente do país não tem a confiança do Congresso, sempre hostil para o Irã, enquanto sanciona o Irã, ao mesmo tempo emite e aprova uma clara lei que proíbe os EUA de realizarem um ataque militar contra o Irã”, analisou.

Na opinião de Rohani, a situação “indica a capacidade e o poder do Irã, que deixou claro que se alguém quer atacar o Irã, deverá pagar um alto custo”.

O governante pediu para que todos os partidos políticos iranianos diminuam as diferenças, os desacordos e as pressões e se unam para impedir intervenções estrangeiras no país.