Equador confirma assassinato dos jornalistas sequestrados

O presidente do Equador confirmou e lamentou a morte da equipe de jornalismo do jornal El Comercio

O presidente do Equador, Lenín Moreno, disse nesta sexta-feira que o país obteve informações que confirmam as mortes de dois jornalistas e de seu motorista, que foram sequestrados no mês passado por rebeldes colombianos.

“Não recebemos prova de vida”, disse Moreno em pronunciamento transmitido pela TV. “E lamentavelmente temos informação que confirma os assassinatos dos jornalistas.”