Presidente da Coreia do Sul diz que tempos de guerra ficaram para trás

Durante visita à Rússia, Moon Jae-in destacou as medidas norte-coreanas sobre a desnuclearização da península, após a cúpula com os Estados Unidos

Moscou – O presidente da Coreia do Sul, Moon Jae-in, afirmou nesta quinta-feira que os “tempos de guerra” na Península da Coreia “ficaram no passado”, em um discurso na Duma, a Câmara de Deputados da Rússia.

“Na reunião dos líderes da Coreia do Norte, Kim Jong-un, e dos Estados Unidos (Donald Trump) foi anunciada a desnuclearização plena da Península Coreana e o fim das relações hostis”, disse Moon aos legisladores russos, no primeiro ato da sua visita ao país.

O presidente sul-coreano destacou que a Coreia do Norte “implementa medidas concretas para a desnuclearização plena, fecha seus polígonos para testes nucleares e lançamento de foguetes”.

A Coreia do Sul e os Estados Unidos, afirmou Moon, “respondem com medidas para diminuir a pressão militar sobre o Norte, mediante uma moratória aos exercícios militares conjuntos”.

“Para o Sul e para o Norte da Coreia, e para os Estados Unidos, os tempos de guerra ficaram no passado e agora avançamos para a paz e a cooperação”, disse Moon, cuja visita à Rússia é a primeira de um presidente sul-coreano em 19 anos.

O chefe de Estado asiático acrescentou que o estabelecimento da paz na Península Coreana “levará à cooperação econômica intercoreana e ampliará a interação trilateral com a Rússia”.

“Neste processo de mudanças aceleradas, a assistência e o apoio ativo da Rússia serão de grande ajuda”, disse o presidente sul-coreano, que amanhã se reunirá com o chefe de Estado russo, Vladimir Putin.

Está previsto que durante o encontro os presidentes russo e sul-coreano tratem da cooperação trilateral em áreas como o transporte ferroviário e o fornecimento de eletricidade e gás.

Moon também se reunirá com o primeiro-ministro russo, Dmitri Medvedev.

O presidente sul-coreano concluirá sua visita à Rússia no próximo sábado, na cidade de Rostov, onde assistirá ao jogo entre Coreia do Sul e México pela Copa do Mundo antes de retornar a Seul.