Presidente da Argélia deve apresentar renúncia antes de 28 de abril

Abdelaziz Bouteflika, de 82 anos, deixará a presidência da Argélia por questões de saúde

Argel — O presidente da Argélia, Abdelaziz Bouteflika, apresentará sua renúncia à chefia de Estado do país antes de 28 de abril, data na qual termina o seu mandato, por razões de saúde, informou a presidência em comunicado.

Antes, Bouteflika “deverá adotar medidas importantes para garantir a continuidade do funcionamento das instituições estatais durante o período de transição que começará na data em que decidir renunciar”, explicou a nota.

Segundo a Constituição, esse período de transição – inédito na história da Argélia – deve ser tutelado pelo presidente do Senado, Abdelkader Bensalah, que deverá convocar eleições presidenciais em um prazo de 90 dias.

O anúncio da renúncia cumpre as expectativas de uma parte da população, que desde o final de fevereiro vai às ruas em massa a cada sexta-feira para exigir a saída de Bouteflika, de 82 anos e gravemente doente desde que sofreu um derrame em 2013.