Presidente alemão pede perdão por crime nazista na Grécia

"Com vergonha e dor, peço perdão em nome da Alemanha às famílias das vítimas", declarou Joachim Gauck

O presidente alemão, Joachim Gauck, pediu perdão em nome da Alemanha às famílias de vítimas de um massacre que o Exército de seu país cometeu durante a Segunda Guerra Mundial (1939-1945) no norte da Grécia.

“Com vergonha e dor, peço perdão em nome da Alemanha às famílias das vítimas”, declarou Gauck em Ligiades, um povoado situado nas montanhas da região de Epiro, 400 km a noroeste de Atenas, perto da Albânia.

Nesse povoado, em 3 de outubro de 1943, os nazistas mataram mais de 80 pessoas, incluindo dezenas de crianças em represália por ataques de gregos da resistência contra o exército alemão.

Um antecessor de Gauck, Johannes Rau, viajou no ano 2000 a Kalavrita, no Peloponeso, outro lugar em que os nazistas cometeram um crime violento, e reconheceu a culpa de seu país, além de pedir perdão.